Postagens

Mostrando postagens de Março, 2008

O Direito Romano e seu ressurgimento no final da Idade Média

181/182 182/182 183/189 1. Introdução O objetivo deste estudo está voltado para o direito romano e as causas de sua readmissão ao final da Idade Média. Utilizando uma visão superficial, sem entrar nas especificidades históricas nacionais ou mesmo regionais. Inicialmente, estudar-se-á a sociedade romana sob o seu aspecto socioeconômico, em seguida, do direito romano, destacando cada uma das principais fases de sua evolução. Busca-se num segundo momento tratar o abandono da prática jurídica romana durante a Idade Média. Tratando-se as causa do renascimento do direito romano no Ocidente separadamente em cada subitens. A última parte tratará das considerações finais sobre o tema proposto. 2. O Direito Romano O Direito romano abrange um período de cerca de 12 séculos, desde a fundação da cidade de Roma em 753 d.C. até a queda do Império Romano Ocidental em 476 d.C. Divide-se a história romana em três períodos, cada qual corresponde a forma de governo. Período da rea…

O Amor: A Pessoa para além do Estado e do Direito.

O Amor: A Pessoa para além do Estado e do Direito.Enquanto se fala da inveja é bom falar também de seu único antídoto. E, embora, muitos vão sentir uma confusão, ao mesmo tempo, pretende-se falar do Estado e do Direito. Mas, vale o aviso, este texto não é uma pretensão de abolir o público, não se trata de propor aqui deixar de levar em conta a separação entre o público e o privado, e de modo algum encapsula-se no mundo privado, mas o objetivo é falar do sentimento do amor que perpassa o público e o privado. Pois, o que se percebe é que o espírito, ou seja, aquele que pensa, e vida estão mutuamente coordenados – é um erro fundamental colocá-los em uma hostilidade originária, em um estado de luta originário. Pois, como diz Hörderlin: "Quem pensa no que há de mais profundo ama o que há de mais vital.".Acho que para falar sobre o amor é preciso tocar no conceito cristão de pessoa humana, pois o amor é um sentimento que parece transcender a subjetividade. Parece! A pessoa humana…

Filosofia da linguagem I: a questão do surgimento da linguagem

Imagem
Texto baseado nas idéias apresentadas por Josué Cândido da Silva* em um site destinado a apresentar temas de filosofia.


O surgimento da linguagem está ligado a história humana e a organização dos seres humanos em sociedade. As primeiras explicações sobre a origem da linguagem são apresentadas pelas religiões. Na Bíblia, o Gênesis (Gn 11,1-8) conta que Deus para atrapalhar os homens fez com que ninguém mais se entendesse e os homens passassem a falar línguas diferentes. Dessa forma, a diversidade das línguas surge como forma de evitar a centralização do poder.

No século XVIII foi apresentado outras explicações. O filósofo Jean-Jacques Rousseau (1712-1778) apresentou a hipótese de que a linguagem humana passou a existir a partir da necessidade de expressão dos sentimentos. Para Rousseau, os primeiro homens eram bastante silenciosos; a linguagem era apenas usada para pedir socorro ou mostrar ou melhor gritar de dor. Jean Jacques Rousseau, em seu "Discurso sobre a Origem e os Fundamen…

A linguagem entre a genética e o ambiente

Imagem
Qual o segredo da linguagem humana?Programação genética ou aprendizado cultural? De onde vem nossa habilidade para a comunicação?Por Eduardo Sklarz

Ao longo da história, esse mistério mobilizou duas correntes teóricas principais. Para as chamadas teorias nativistas, as crianças já nascem predispostas a adquirir a linguagem. O cérebro, portanto, estaria geneticamente preparado para albergá-la. A estrela dessa corrente é a Teoria da Gramática Universal (GU), segundo a qual todas as línguas compartilham de certos princípios que são inatos ao ser humano. Ao serem expostas a essas línguas, as crianças rapidamente assimilam sua estrutura. Não é à toa que, com alguns meses de idade, elas balbuciam palavras e, por volta dos 4 anos, conseguem fazer múltiplas combinações a partir de um vocabulário finito.

Do outro lado estão as teorias não nativistas, que enfatizam fatores ambientais e a interação das crianças com seus pais e educadores. Essas teorias não se concentram apenas nos elementos lingüí…

História do Direito: O direito grego antigo.

História do Direito Direito Grego
SOUZA, Raquel de. O direito grego antigo. In: WOLKMER, Antônio Carlos. Fundamentos de História do Direito. 3. ed. Belo Horizonte: Del Rey, 2006. Cap. 3, p. 37-66 Páginas 37 Idéias 1 INTRODUÇÃO A Grécia Antiga é dividida em períodos:
* Arcaico: dos séculos VIII ao VI a.C, quando se iniciam as Guerras Pérsicas; * Clássico: dos séculos V ao IV a.C; * Helenístico: desde Alexandre Magno até a conquista romana do Mediterrâneo oriental; * Romano: fixado a partir da derrota de Antônio e Cleópatra por Augusto. É interessante para estudo do Direito grego partir do surgimento das pólis, na qual se pode destacar Atenas como parâmetro, além de ser da pólis que se obtiveram maiores informações. A democracia ateniense deu estrutura para o Direito atingir perfeitos níveis quanto à legislação e ao processo. Toma-se como referência para o direito grego, o direto ateniense. Entretanto, não se pode falar em um sistema único, há exceções como Esparta. No decorrer da é…

Calculadora Online

Use a calculadora para resolver problemas de matemática. Por exemplo: sabendo a fórmula da soma dos termos de uma PG finita. Calcule a soma dos dez primeiros números de um PG (3,6,12,...).

Agora, substitua os dados, troque o 10 por 11, ou melhor, faça diferente, calcule a área de um triângulo, coloque a fórmula da área do triângulo, em seguida coloque os dados e veja o resultado na hora. A fórmula da área do triângulo é Área=base*altura/2, na segunda linha coloque base=4, na terceira coluna coloque altura=5 e veja que a resposta na primeira linha já vai aparecer 10.



calculation powered by InstaCalc Online Calculator

Calcule a raiz quadrada de n:
122=144 na calculadora faça da seguinte maneira 12^2=144


calculation powered by InstaCalc Online Calculator

A calculadora possue muitos outros recursos que podem ser vistos no site da InstaCalc.

O senador Pedro Simon (PMDB-RS) condenou a forma usada pelo governo para aprovar projeto de lei de conversão decorrente da Medida Provisória 398/07

Imagem
PLENÁRIO / Pronunciamentos
14/03/2008 - 12h30 Simon critica forma como foi aprovada criação da TV pública Em discurso no Plenário nesta sexta-feira (14), o senador Pedro Simon (PMDB-RS) condenou a forma usada pelo governo para aprovar na madrugada do último dia 12 o projeto de lei de conversão decorrente da Medida Provisória 398/07 que instituiu a Empresa Brasil de Comunicação (EBC), destinada a gerir a TV Brasil. Para o parlamentar, a criação da TV pública não deveria ser feita por meio de medida provisória, porque não é matéria urgente.- Uma televisão pública, que há trinta anos se discute? Qual é a urgência? A urgência é que o presidente quer ter a TV pública amanhã. A urgência é que ele quer nomear. São milhares de cargos de jornalistas de televisão e de rádio que ele vai nomear, sem concurso, sem absolutamente nada. E ele precisa disso na montagem que ele está fazendo no esquema de véspera de eleição - declarou.Simon afirmou que havia um acordo para que a criação da TV pública, cana…

Bibliotecas, livros e cidadania

O projeto Inclusão de Jovens, realizado pela Obra Kolping do Brasil – Regional Nordeste, em parceria com a UNIÃO EUROPÉIA e Obra Kolping Internacional contribui com o processo político de democratização do acesso de jovens socioeconomicamente excluídos a emprego e renda. No site do projeto Inclusão de Jovens você pode encontrar, entre outras coisas, links para a Biblioteca Virtual de Educação; para Biblioteca do Estudante; e Biblioteca Domínio Publico. Você também encontra uma tabela de concursos em todo Brasil. Veja alguns exemplos abaixo:

PAULO FREIRE MEDO E OUSADIA CONSCIENTIZAÇÃO POLÍTICA E EDUCACÃO EDUCAÇÃO E MUDANÇA PEDAGOGIA DO OPRIMIDO - PDF PEDAGOGIA DO OPRIMIDO - (DOC) PEDAGOGIA DA AUTONOMIA CARTAS A GUINE BISSAU - (5Mb)
AÇÃO CULTURAL PARA A LIBERDADE
POR UMA PEDAGOGIA DA PERGUNTA
SUA VISÃO DE MUNDO DE HOMEM E DE SOCIEDADE
PENSAMENTO POLÍTICO-PEDAGÓGICO DE PAULO FREIRE VÍDEOS   AGRICULTURA ,  MEIO AMBIENTE                E  DESENVOLVIMENTO 1.Agricultura, ambiente e sustentabilidade