As traiçoes ao rei D. José I de Portugal

D. José I, rei de Portugal
(1714 - 1777)
D. José I (1714 - 1777)
No período de D. José I,rei de Portugal, os súditos mineiros protagonizaram várias inconfidências ou traições, principalmente depois que o marquês de Pombal comandou a expulsão dos jesuítas, em 1759.






A decisão provocou a eclosão de várias inconfidências em Minas, com abertura de processos e punição dos culpados. Essas inconfidências abririam caminho para uma “dessacralização” da Coroa portuguesa, e favoreceriam a ação dos autores da Inconfidência Mineira de 1789. A primeira das Inconfidências Pombalinas aconteceu em Curvelo (1760-1763), a segunda, em Mariana (1768), depois em Sabará (1775) e novamente em Curvelo (1776) (CATÃO, 2008).



Marquês de Pombal

 Marquês de PombalA notícia da expulsão de mais de quinhentos padres jesuítas em 1759 das terras brasileiras deixou a população de Minas Gerais consternada, que em todo canto comentava e desaprovava a ação. Mas, ao contrário das inconfidência mineira de 1789, as inconfidências de Curvelo, Mariana e Sabará não pretendiam uma separação da metrópole.

Referência

CATÃO, Leandro Pena. As outras Inconfidências Mineiras. Revista História da Biblioteca Nacional, São Paulo, n. 31, p.?-?, 01 abr. 2008. Mensal. Disponível em: http://www.revistadehistoria.com.br/v2/home/?go=detalhe&id=1517. Acesso em: 06 maio 2008.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Projeto de pesquisa: o que é hipótese e marco teórico

Projeto de pesquisa: construindo o marco teórico

História do Direito: O direito grego antigo.