Postagens

Mostrando postagens de Março, 2009

Pai, afasta de mim esse cálice

Cálice
Chico Buarque
Composição: Chico Buarque e Gilberto Gil

Pai, afasta de mim esse cálice
Pai, afasta de mim esse cálice
Pai, afasta de mim esse cálice
De vinho tinto de sangue

Pai, afasta de mim esse cálice
Pai, afasta de mim esse cálice
Pai, afasta de mim esse cálice
De vinho tinto de sangue

Como beber dessa bebida amarga
Tragar a dor, engolir a labuta
Mesmo calada a boca, resta o peito
Silêncio na cidade não se escuta
De que me vale ser filho da santa
Melhor seria ser filho da outra
Outra realidade menos morta
Tanta mentira, tanta força bruta

Pai, afasta de mim esse cálice
Pai, afasta de mim esse cálice
Pai, afasta de mim esse cálice
De vinho tinto de sangue

Como é difícil acordar calado
Se na calada da noite eu me dano
Quero lançar um grito desumano
Que é uma maneira de ser escutado
Esse silêncio todo me atordoa
Atordoado eu permaneço atento
Na arquibancada pra a qualquer momento
Ver emergir o monstro da lagoa

Pai, afasta de mim esse cálice
Pai, afasta de mim esse cálice
Pai, afasta de mim esse cálice
De vinho …

Reunião do G20 na próxima quinta produzirá apenas acordo tranquilizante "de fachada".

Verde Aguado

ANTHONY GIDDENS FALA DE "A POLÍTICA DE MUDANÇA CLIMÁTICA", RECÉM-LANÇADO NO REINO UNIDO, E DIZ QUE A REUNIÃO DO G20, NA PRÓXIMA QUINTA, IRÁ RESULTAR EM UM ACORDO "DE FACHADA"

Alexandra Winkler-5.jan.03/Reuters

Homem caminha em várzea alagada devido à chuva em Kallmünz, na Alemanha; aquecimento global é tema do novo livro do sociólogo inglês, que é ex-reitor da London School of Economics

Vejo o Brasil como o negociador entre Europa, EUA e China


PEDRO DIAS LEITE
DE LONDRES

Um dos sociólogos mais influentes da atualidade, Anthony Giddens, 71, afirma que a crise financeira global vai redefinir radicalmente a sociedade em que vivemos, mas "muito ainda depende de um fenômeno em cujas mãos ainda estamos -o mercado".
Para ilustrar sua opinião, reforça: "Toda vez que uma decisão é tomada, as pessoas querem saber como os mercados vão reagir". A reunião do G20 na próxima quinta, em Londres, produzirá um acordo -ainda que "de fachada"-, porqu…

Projeto obriga agentes públicos eleitos colocar seus filhos em escola pública

Imagem
Clique na imagem para ler o projeto

SUAS: Sistema Único da Assistência Social

Conheça o SUAS:
Sistema Único da Assistência Social

Marcelo Garcia
Presidente do Colegiado Nacional de Secretários Municipais de Assistência Social/CONGEMAS
Fonte: Jornal Tribuna de Minas - Juiz de Fora - 29/03/2009

A Constituição de 1988 definiu a assistência social como parte integrante da Seguridade Social brasileira. Assim, estamos falando em uma política pública que é dever do Estado e direito do cidadão. É fundamental que o Estado brasileiro estruture a lógica do direito e reverta a longa história e a cultura do favor e do clientelismo além da sensação de que a população está recebendo um favor. A população precisa e deve saber que é seu direito ter acesso à assistência social e que não precisa de intermediários nem de “pistolões” para que isso ocorra.O acesso ao direito deve ser livre e soberano.

Em 1993, foi promulgada a Lei Orgânica da Assistência Social (LOAS) que deu as diretrizes gerais para que esta política fosse de fato implantada. Em 1998, tivemos a aprovação da primeira Pol…

Não se pode ser sem rebeldia

Este é o título de uma entrevista que Paulo Freire concedeu a Ana Cecília Sucupira para a revista Pais & Teens, n.3, p.12-15, em fevereiro de 1997. Este texto é baseado nesta entrevista.
A escola é vista pelas crianças de hoje e, principalmente, para os adolescentes como um espaço formado por pessoas que não acreditam neles. Ou eles são tidos como fracos demais, indiferentes ou, ao contrário, rebeldes demais. Mas, eles se tornam rebeldes porque os adultos não confiam neles e os enxergam sem expressão alguma. Por isto, é certo dizer que a rebeldia é um processo de autonomia, isto quer dizer, que não é possível ser sem rebeldia. E, não se dá sentido criador ao ato rebelde ameaçando e castigando o rebelde, interiorizando-lhe o medo, propiciando criar apenas docilidade e silêncio. E silenciados não mudam o mundo. É preciso que o rebelde se assuma e mostre o seu ato como um compromisso, mostre para todo mundo que tomou uma posição. É preciso que esta posição anunciada pelo rebelde s…

Segundo o promotor do Meio Ambiente e Urbanismo, a Prefeitura de Juiz de Fora descumpriu legislação ambiental.

PJF decreta emergência após fechamento de bota-fora

Renata Brum
REPÓRTER

O depósito de entulhos da construção civil, aberto na Cidade Alta há dez dias, foi considerado irregular pelo Ministério Público. Na tarde de quinta-feira, o local foi interditado pela Polícia do Meio Ambiente, no momento em que caminhões depositavam restos de material de construção. No entanto, sem um destino para os entulhos no município, a Prefeitura decretou situação de emergência, para tentar reativar o bota-fora. Por volta das 9h30 de ontem, caçambas conseguiram entrar no terreno, que ficou aberto por menos de duas horas. Por volta das 11h, o espaço foi novamente fechado. À tarde, motoristas de caminhões-caçamba ficaram à espera de uma resposta, mas, até a noite, o local permanecia fechado.

Ontem o promotor do Meio Ambiente e Urbanismo, Júlio César da Silva, entrou com denúncia criminal e ação civil por improbidade administrativa ambiental contra o município, a Agenda-JF e contra os proprietários do terreno, qu…

Raposa Serra do Sol será ocupada só por índios

O Supremo Tribunal Federal (STF) concluiu o julgamento da ação que questionava a demarcação da reserva indígena Raposa Serra do Sol, em Roraima. Por maioria, os ministros decidiram que a demarcação do território deverá ser contínua e a saída dos produtores rurais que ocupam a terra deve ser imediata, mas supervisionada pelo relator da matéria, ministro Carlos Ayres Britto, com apoio do Tribunal Regional Federal da 1ª Região. Em agosto do ano passado, o relator votou pela manutenção integral da demarcação. Na época, a discussão foi interrompida por um pedido de vista do ministro Carlos Alberto Menezes Direito. Em dezembro, a ação voltou ao Plenário, sendo novamente suspensa por pedido de vista. Dessa vez, do ministro Marco Aurélio. Na decisão de quarta-feira, 18 de abril de 2009, os ministros ainda fixaram 19 ressalvas pela demarcação das terras.

CAPÍTULO VIII DA CONSTITUIÇÃO DE 1988
DOS ÍNDIOSArt. 231. São reconhecidos aos índios sua organização social, costumes, línguas, crenças e trad…

Sociólogo diz que Estado compensa desigualdade produzida pelo mercado

7 de Março de 2009 - 11h03 - Última modificação em 7 de Março de 2009 - 11h03
Gilberto Costa
Repórter da Agência Brasil

Brasília - O discurso dos economistas e políticos a favor da privatização nos anos 90 afirmava que a intervenção estatal favoreceu uma elite que “patrimonializou” os resultados do crescimento econômico. Segundo esse ponto de vista, o Brasil foi o país que mais cresceu no mundo ao longo do Século 20, mas, apesar desse crescimento, mudou pouco o quadro social, a desigualdade permaneceu e a renda nacional nunca chegou a ser distribuída.

Para Jessé Souza, professor da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), um dos principais especialistas da atualidade em sociologia weberiana (que tem como base a ação social) e em sociologia brasileira, o conceito de “patrimonialismo” foi distorcido na academia e também por aqueles que defendiam a diminuição do Estado na economia nacional.

A seguir, trechos de entrevista com o sociólogo:

Agência Brasil: Podemos dizer que o desenvolvimento…

Institucionalização do professor temporário: precarização do trabalho docente nas redes de ensino.

Deterioração das condições de trabalho mostra que o professor temporário não é professor, mas apenas um "dador de aulas". Veja uma entrevista importante e bastante elucidativa sobre o problema do professor temporário e a precarização do trabalho.

Em 2009, em Juiz de Fora, cerca de 1.000 professores serão contratados na rede de ensino municipal, mas há previsão de que outros profissionais sejam chamados ao longo do ano, dentro da lista de classificação conforme a necessidade de substituições na rede escolar do município.

Distribuição numérica de alunos por nível de ensino nas redes deensino de Juiz de Fora, 2000-2007

Em Juiz de fora, o número de professores contratados chega a ser 33% do total de professores da rede de ensino, segundo os indicadores sociais da educação de Juiz de fora, apresentando um índice maior do que a média nacional que é de 20%. 20% já é um índice muito alto, que caracteriza uma política de precarização do trabalho docente. 33% de professores temporários …

Vida miserável em Juiz de Fora

Clique para assistir CD Rom Atlas social de Juiz de Fora. 30MB
Periferia de Juiz de Fora esconde vida miserável

Ana Cláudia Barros
e Jacqueline Silva
REPÓRTERES

A antiga Manchester Mineira realmente esconde em suas periferias algo de Maputo, capital de Moçambique, um dos países mais pobres do mundo, conforme comparação feita pelo secretário de Assistência Social, Marcelo Garcia. Para conhecer de perto a realidade por trás dos números apresentados pelo Mapa da Exclusão Social, divulgado em fevereiro, a Tribuna visitou alguns dos 13 pontos considerados mais miseráveis no município e encontrou pessoas que vivem em barracos improvisados, sem banheiro, com comida escassa e sem perspectivas de mudanças. Algumas sobrevivem com renda per capita de R$ 0,85/dia, quantia insuficiente até mesmo para pagar uma passagem de ônibus, cujo valor é de R$ 1,55. Este é o caso da família da desempregada P., 31 anos, que mora com o marido e dois filhos pequenos em um barraco da Vila Fortaleza, na região de Linha…