Semi-escravidão em Minas Gerais

Em MINAS GERAIS 49 trabalhadores são encontrados em situação de semi-escravidão.

A Polícia Federal Rodoviária encontrou em um estado de semi-escravidão 49 trabalhadores em uma plantação de morango em Minas Gerais.

Entre os trabalhadores contavam-se sete adolescentes e 13 mulheres.

Eles estavam trabalhando em uma plantação de mais de 400 mil pés de morango de propriedade do fazendeiro Jossiel Virgínio Pimentel.

Os trabalhadores não tinham sua jornada de trabalho contabilizada, mas trabalhavam ao menos dez horas por dia.

Além disso, não havia água de qualidade para consumo, nem banheiros para os trabalhadores. O local das refeições não tinha mesas nem cadeiras.

A aplicação de agrotóxicos na lavoura de morango era feita sem nenhum equipamento de proteção. E eles ainda entravam num frigorífico onde os morangos eram armazenados sem usar casacos.

O proprietário da fazenda deverá pagar multa de R$ 341 mil em rescisões dos contratos de trabalho, incluídas aí as folgas que ele não dava aos empregados. Fonte: pulsar/anp
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Projeto de pesquisa: o que é hipótese e marco teórico

Projeto de pesquisa: construindo o marco teórico

História do Direito: O direito grego antigo.