Nova socialização flexível e econômica

Nova socialização flexível e econômica

11:27

LIPOVETSKY, Giles. A era do vazio: ensaio sobre o individualismo contemporâneo. Prefácio de Manuel Maria Carrilho. Lisboa: Edições 70, 2016.

Nova socialização flexível e econômica é operacionalizada pela indiferença.

72
(...) malogro ou resistência perante o sistema, a apatia não é uma ausência de socialização, mas uma nova socialização flexível e «económica», uma descrispação necessária ao funcionamento do capitalismo moderno enquanto sistema experimental acelerado e sistemático. Baseando-se na organização incessante de combinações inéditas, o capitalismo descobre na indiferença uma condição ideal para a sua experimentação, que pode agora realizar-se com um mínimo de resistência. Todos os dispositivos se tornam(...)

De <http://www.almedina.net/embed/index.php/book-view/get-embed/isbn/9789724417462>


Doravante, tudo indica que o deserto é o conceito para compreender a sociedade contemporânea.

Um deserto paradoxal, de tipo inédito, sem catástrofe, sem inflamar, sem se identificar com o nada, sem trágico e nem apocalipse.

O mundo interior dirigido pelo próprio interior, introdeterminado  ou auto-absorvido, e não mais ou menos pelo Outro, extrodeterminado, dá lugar ao deserto, um novo tipo de personalidade, uma nova consciência indeterminada, disponível e flutuante.

O novo deserto é auto-absorvido, discreto, sem barreiras, indeterminado, bacana, indicativo, prático, sob medida, pacificado, caloroso, flexível, disponível e flutuante.
Luiz Henrique Eiterer

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Projeto de pesquisa: o que é hipótese e marco teórico

Projeto de pesquisa: construindo o marco teórico

História do Direito: O direito grego antigo.